LEIO LOGO...

.
.
.
LEIO, LOGO...

A nova rubrica quinzenal da nossa página afiliada, Ponto&Vírgula, começou com o testemunho na nossa co-autora Ana Vargas.

Acompanhe a partir daqui os textos publicados:

#1 Leio, logo... crio laços, por Ana Vargas (24/04/2018)
#2 Leio, logo... empilho, por Sofia Guedes Vaz (08/05/2018)
#3 Leio, logo… sonho,
por Alexandre Gusmão (22/05/2018)

***

Queremos que participe nesta rubrica! O que é, para si, ler? Qual é a sua visão do mundo literário, do lado do leitor? Entre em contacto connosco, por mensagem privada na página Ponto&Vírgula e partilhe a sua opinião.



quinta-feira, 10 de junho de 2010

Mafalda Veiga

Fico fascinada por algumas letras de canções, em particular quando fogem às rimas e aos temas comuns. Hoje, ao ouvir uma música de Mafalda Veiga, cantada em conjunto com Tiago Bettencourt, fiquei deslumbrada, primeiro pela interpretação e depois pela letra. Eu gostava de a ter escrito e portanto vou roubar algumas frases:

Pedes-me um tempo,
Para balanço de vida.
Mas eu sou de letras,
não me sei dividir.
Para mim um balanço
É mesmo balançar,
balançar até dar balanço
e sair...

Pedes-me um sonho,
para fazer de chão.
Mas eu desses não tenho,
só dos de voar.

(...)
Pedes o mundo
dentro de mãos fechadas
e o que cabe é pouco
mas é tudo o que tens.
Esqueces que às vezes,
quando falha o chão,
o salto é sem rede
e tens de abrir as mãos.

Pedes-me um sonho
Para juntar os pedaços
mas nem tudo o que se parte
se volta a colar.
(...)

Ler é bom mas ouvi-la é ainda melhor. E é verdade, eu que sou de letras não me sei dividir....

Sem comentários:

Enviar um comentário