domingo, 3 de abril de 2011

Ler

Para ler preciso de tranquilidade, escrevi no outro dia. Mas ao ler as palavras de George Steiner, na revista Ler (Edição Especial Número 100), entrevistado por Beata Cieszynska e José Eduardo Franco,identifiquei-me com o que ele diz e, decidi roubar-lhe algumas frases:
"Para ler seriamente é preciso silencio. Não ponha música, tire a rádio e a televisão do quarto. tem de saber viver, e conviver, com o silêncio. (cada vez menos jovens querem viver com o silencio. na realidade, têm-lhe medo).
(...)
Tem de estar preparado para - e não riam de mim - saber passagens de cor. Aquilo que amamos, devemo-lo saber de cor. Não é por acaso que "coração" em latim é "cor". ninguém nos pode tirar aquilo que sabemos de cor. Deixem-me frisar:saber, saborear de cor, com o coração, não com a cabeça. Queremos sempre levar connosco o que amamos.
(...)
Em terceiro lugar, precisa de ter alguma privacidade. Esta última condição é tremenda, provavelmente a mais difícil para os jovens de hoje.
(...)
Então três condições: silencio, aprender de cor e privacidade. de outra forma é impossível viver uma grande obra".

Sem comentários:

Enviar um comentário