LEIO LOGO...

.
.
.
LEIO, LOGO...

A nova rubrica quinzenal da nossa página afiliada, Ponto&Vírgula, começou com o testemunho na nossa co-autora Ana Vargas.

Acompanhe a partir daqui os textos publicados:

#1 Leio, logo... crio laços, por Ana Vargas (24/04/2018)
#2 Leio, logo... empilho, por Sofia Guedes Vaz (08/05/2018)
#3 Leio, logo… sonho, por Alexandre Gusmão (22/05/2018)
#4 Leio, logo… exploro, por Lucinda Afreixo (05/06/2018)
#5 Leio, logo... preservo, por Manuela Pires (19/06/2018)
***

Queremos que participe nesta rubrica! O que é, para si, ler? Qual é a sua visão do mundo literário, do lado do leitor? Entre em contacto connosco, por mensagem privada na página Ponto&Vírgula e partilhe a sua opinião.





domingo, 12 de junho de 2016

Feira do Livro de Lisboa 2016

    Faltam poucas horas para acabar a 86ª edição da Feira do Livro de Lisboa. Este ano fui à Feira três vezes e em todas elas subi e desci os dois lados da Feira. Não fui mais vezes porque não pude. 
    Já não são novidades a hora H nem sequer a oferta gastronómica variada (ainda mais alargada este ano, pareceu-me) nem a restante programação, que contribuem para o rejuvenescimento e sucesso da Feira. 
    Mas, acho que o prazer que senti este ano teve a ver com a memória que tinha das Feiras do Livro da  minha juventude, em que palmilhava pacientemente o Parque Eduardo VII e em todos os stands procurava os livros a preço de saldo. 
    Este ano comprei vários livros, alguns que procurava, outros de autores que já conheço e todos por 5 euros ou menos. Só tive pena de não poder ir lá mais vezes. Fica para o ano.

Sem comentários:

Enviar um comentário