Prémio Nobel da Literatura 2017

Prémio Nobel da Literatura 2017

Kazuo Ishiguro

autor, entre outros, de Os despojos do dia e Nunca me deixes


domingo, 18 de abril de 2010

"Aproveita o dia", Saul Bellow (Texto Editores)

A minha estreia com Saul Bellow. Diz na contracapa do livro que o autor foi o único escritor a vencer o National Book Award por três vezes, tendo sido galardoado com o Prémio Nobel da Literatura em 1976.
O livro decorre num dia apenas. A personagem central é um homem de meia idade, divorciado, desempregado e que vive num quarto de um hotel. O pai dele, um médico velho reformado, vive no mesmo hotel, cujos quartos são em grande parte ocupados por residentes permanentes.
A personagem central vive um dia alucinante, entre pedidos de dinheiro ao pai, telefonemas da ainda mulher a pedir-lhe dinheiro e perdas na bolsa. Pelo meio, as lembranças do casamento e da separação, do falhanço da relação que se seguiu, a sua carreira fracassada de actor e, finalmente, a perda do emprego.
O investimento na bolsa deu-lhe a esperança de pagar as dívidas e de recuperar a auto estima, pelo que a perda foi o fim dos sonhos bem como a confirmação que mais uma vez tinha ignorado os conselhos do pai que, como sempre, tinha razão.
O trapaceiro que o aconselha a investir, que se apresenta como médico e que é visivelmente um trapaceiro, termina por, ocasionalmente, ser a voz da razão:
"Eis um conselho: não se case com o sofrimento. Há pessoas que fazem isso. Casam com ele, dormem e comem com ele, como se fossem marido e mulher. Se sentem alegria, julgam que estão a praticar adultério".

Sem comentários:

Enviar um comentário