Prémio Nobel da Literatura 2017

Prémio Nobel da Literatura 2017

Kazuo Ishiguro

autor, entre outros, de Os despojos do dia e Nunca me deixes


terça-feira, 13 de agosto de 2013

The Devil Who Tamed Her, Johanna Lindsey (Corgi Books)

   Fiz uma viagem a Espanha e, para regressar, ia fazer uma viagem de dez horas de autocarro, e acabei o livro que tinha comigo (A Rainha Vermelha). Infelizmente, não sei ler espanhol, mas precisava de um livro para me entreter na viagem. Na estação de autocarros havia uma banca de livros e uma das filas era constituída por livros em inglês. As opções eram escassas - clássicos que já tinha lido ou tinha em casa, investigações de homicídios ou este livro. O único romance; verdadeiro romance de cordel. Pareceu-me uma leitura simples e agradável para a viagem. 
    Não é uma boa escrita, certamente nunca receberá prémios ou menções  por isso. É uma leitura simples, um romance também simples. Seguimos Ophelia, a mais bela jovem da Época, que procura marido. No entanto, é extremamente altiva e fria, não tem amigos, e tem uma relação atribulada com o pai, que sente que apenas a usa para subir na sociedade, através de um casamento vantajoso da filha. Seguimos também Raphael que herdará o título de duque e que não faz tenções de de casar. No início do romance, Ophelia rompe o casamento com MacTavish, o melhor amigo de Raphael, e os dois homens decidem fazer uma aposta sobre se a rapariga poderá ou não tornar-se uma pessoa decente e de cujo caráter se goste (já que em termos de beleza ninguém se lhe compara). Então Raphael decide raptá-la para uma casa de família totalmente remota e passa uma semana basicamente a fazer-lhe umas sessões de psicologia barata. E obviamente apaixonam-se. Mas isto acontece a meio do livro e ainda são necessários uns quantos capítulos até ficarem juntos. 
    Para quem gosta do estilo, é um bom livro para as férias - leve.

Sem comentários:

Enviar um comentário