domingo, 25 de janeiro de 2015

Homem de leis perdido nos trópicos procura senhora honesta, José Magalhães (Ideia-Fixa)

   
    Não é habitual ler livros escritos por pessoas que conheço. E não estou a falar de conhecer enquanto autor, de reconhecer o estilo, os temas, a escrita, como acontece com frequência. Estou a falar de conhecer  a pessoa e descobri-la enquanto autor e verificar que é exatamente o que eu esperaria. José Magalhães escritor, político, analista, jurista permanece exatamente igual a si próprio. Ao longo da leitura do livro, não me surpreenderia se descobrisse que em vez de ler estava a ouvi-lo. E é igual a si próprio enquanto narrador mas também enquanto personagem, Rodrigo de Menezes, Homem de Leis, português, sexagenário. O livro, a história, é, como o próprio autor, vertiginosa.
    No meio do enredo do livro, do casamento desfeito, da perda dos bens, do incêndio da casa, o autor remete sistematicamente o leitor para a wikipédia, letras de músicas, sites, filmes, personagens como se quisesse convocar o ambiente tropical através destes outros elementos.
     Depois, sem surpresa, fala na justiça brasileira (e se me recordo, até da reforma do mapa judicial português), cita o Forum Brasileiro de Segurança Pública, a Human Rights Watch e a Amnistia Internacional, chegando a citar excertos de peças processuais pois até o texto saboreia-se como um verdadeiro poema processual civil.
     Curiosamente menciona várias personalidades portuguesas que visitam a Serra Grande, Marcelo Rebelo de Sousa e a família Espírito Santo, Vital Moreira e José Magalhães, com os seus amigos da Microsoft e da Mota-Engil, eram também clientes regulares (...)
     E é esta mistura entre realidade e fição, a que se somam as remissões constantes como se se tratasse de um livro digital sempre com pistas a seguir, acompanhado da voragem do enredo que vai engolindo o português que o torna numa leitura compulsiva. 
    Uma palavra final para a edição cuidada, em que cada capítulo exibe uma máscara logo após o título.

1 comentário:

  1. https://www.facebook.com/zmaglh/posts/10152522154751566

    ResponderEliminar